Olá!

Olá! Seja Bem-vindo à Farmácia Viva!

quarta-feira, 28 de março de 2012

Horto de plantas medicinais é reconhecido como horto oficial do Ceará

O Horto de Plantas Medicinais Francisco José de Abreu Matos do Projeto Farmácias Vivas da UFC foi reconhecido como o Horto Matriz do Estado do Ceará e o Horto de Plantas Medicinais do Núcleo de Fitoterápicos da Sesa como o Horto Oficial do Estado do Ceará. Esses reconhecimentos são previstos na regulamentação da Lei que dispõe sobre a política de fitoterapia, proposta do Comitê Estadual de Fitoterapia (Comef). Com a regulamentação, o Núcleo de Fitoterápicos (Nufito) da Coordenadoria de Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde do Estado acelera a implementação de programas da política de fitoterapia em saúde pública no Ceará.
O Nufito, que distribui 16 tipos de medicamentos fitoterápicos para hospitais e unidades da rede estadual de saúde, mantém o Horto de Plantas Medicinais (Horto Matriz) e a Oficina Farmacêutica para preparação de fitoterápicos. Objetivo: prestar apoio técnico-científico e capacitação de pessoal para promover a fitoterapia em saúde pública no Estado do Ceará, com a implantação de farmácias vivas nos municípios. São três modelos de farmácias vivas destinadas à instalação de hortas de plantas medicinais, à produção e dispensação de plantas medicinais secas (droga vegetal) e à preparação de fitoterápicos padronizados para o provimento das unidades do Sistema Único de Saúde (SUS).
A Secretaria de Saúde planeja a implantação de cinco Polos Regionais de Farmácias Vivas em cinco diferentes regiões do Estado para a produção e uso adequado de plantas medicinas e fitoterápicos de qualidade. Com isso pretende incentivar o cultivo de plantas medicinais pela agricultura familiar, na perspectiva de geração de renda, e realizar a formação profissional na área de Fitoterapia em Saúde Pública. Os sete cursos de capacitação ofereceidos em parceria do Nufito com a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE) e Universidade Federal do Ceará (UFC) serão ministrados de acordo com o modelo de Farmácia Viva implantado e das especificidades das atividades de cada profissional integrado ao programa, como farmacêuticos, médicos, enfermeiros, agrônomos, agentes de saúde, técnicos agrícolas, agentes rurais e estudantes.
A Relação Estadual de Plantas Medicinais (Replame) lista 30 espécies que produzem fitoterápicos indicados como tranqüilizantes, broncodilatadores, antissépticos, cicatrizantes, antiinflamatórios entre outras indicações. Plantas tradicionais da flora regional já são utilizados na produção dos fitoterápicos, entre elas babosa, capim santo, eucalipto, pau d’arco, confrei, romanzeira, malvariço, malva santa, alfavaca, aroeira, maracujá e goiabeira.

http://www.funcap.ce.gov.br/index.php/noticias/43429-horto-de-plantas-medicinais-e-reconhecido-como-horto-oficial-do-ceara-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário